sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Encontro Mulheres SUD Online - Fevereiro de 2013

Eu tinha que começar um tratamento em SP, então marquei com as meninas novamente no Templo de SP. Dessa vez mobilizamos no grupo e foi mais gente. Não as 59 que confirmaram, mas as que foram fizeram toda a diferença.
Pra mim o encontro começou na porta do hotel com a querida Mariana Dantas, que me deu carona. A família dela estava junto e esperaram pacientemente enquanto fazíamos festas uma com as outras.
Depois chegou a mana Flavinha que não via há um tempão! 


Ó, que fofo o bebê da Mariana! Um doce!
 
Tentamos  pegar a sessão das 9h30 mas o Templo estava até o topo de Suds e havia fila de espera para tudo! O jeito foi ficar lá fora, conversando com as meninas. Michele, Carol, Adriana, Mariana, Flavinha e eu. Às 11h fomos para a frente do Templo esperar por quem estava lá dentro e quando elas saíram foi uma algazarra só! 
Da esquerda pra direita: Rejane Oliveira, duas meninas novas no grupo e que foram embora antes que eu pudesse gravar os nome delas (alguém me diz?), Mariana Dantas, Flávia, Roberta Heise, Ana Maravilhosa, Alessandra Abigail, Carol, Adriana Urbano, Polly. 
Embaixo: Michele e eu.
  
Mana Flavinha!
  
  
Marianinnha!
  
Polly! (que estava tirando fotos ao redor do Templo pro batismo da filhona)
 
Fotos, fotos e mais fotos! Dificil saber pra onde olhar!
 
Ana Maravilhosa, Michele e Adriana Urbano
Michele Romero (Embu Das Artes/SP)
Roberta Heise Gonçalves
Ana Maravilhosa
Alessandra Abigail
Essas três últimas vieram juntas de "caravana", lá de Guarulhos.
Alessandra e Carol
Repararam na camiseta? Pois é, era um dos nossos meios de identificação. A arte foi da Michele Romero. A Alessandra Abigail tinha uma pulseira de pérolas e a flor branca, as quais tb foram mencionadas em nosso plajenamento.
Rejane Oliveira
 E claro, não podia faltar a foto na frente do Templo! Infelizemente algumas tiveram que ir embora mais cedo
 
Michele pegou este cartaz da Sociedade de Socorro e colheu a assinatura de todas.
Por que não pensei nisso? rs
Depois fomos para o Habib's para mais fotos e almoço.
Carla Silva se juntou a nós desde o Templo. Ela fez uma campanha belíssima de arrecadação de lenços para mulheres em tratamento de câncer.
 Vanessinha Coelho.
 Ah, sim! Houve lembrancinhas. Levei um imã com a gravura da camiseta e bombons de cupuaçu, claro. A Carla nos deu lápis com ponteiras de flor que ela mesma fez.
 Carla Silva e Adriana Urbano
 Esta é a Carol e o anjo do marido dela que teve uma paciência de Jó e tirou um zilhão de fotos para nós e esperou a manhã inteira e parte da tarde enquanto a Carol esteve conosco.
 Roberta Heise Gonçalves e Alessandra Abigail
 Ai, gente! Me deu um branco! Alguém me ajuda a lembrar o nome das meninas que chegaram depois?? São novas no grupo e ainda não aprendi os nomes. Sorry!

Faltou mais uma foto da Rejane que não almoçou conosco mas foi lá se despedir antes da caravana partir pra cidade dela.
É sempre difícil deixar São Paulo depois de ver vocês! Saudades sempre!


.


quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Encontro Mulheres SUD Online - Out 2013

No caminho para a Austrália eu combinei com algumas das meninas do grupo de nos vermos no Templo de São Paulo na tarde da sexta feira, dia 11/10/2013. Eu cheguei no aeroporto de Guarulhos, fui no hotel largar a mala e "corri" pro encontro.
Não pude ficar muito tempo porque tinha consulta com dermatologista às 16h, mas foi ótimo estar com as meninas, como sempre.
No tempo encontrei a Michele Romero (do As Tontas vão ao céu) e a Vanessa Coelho, cada uma com herdeiros.
 
Depois fomos pro Habibs e a Adriana Urbano já estava nos esperando, com a filhona dela.
No dia seguinte seria o encontro de ex missionários da Missão Brasil Manaus com a Sister Verta. Olha quem eu encontrei por lá: Mariana Dantas!!!
Meninas, é sempre maravilhoso estar com vocês!! Obrigada por dispor de seu tempo comigo!


segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Momentos que valem a pena.

Aquele início de noite em que você está na cozinha, raspando o que encontra na geladeira pra fazer o famoso "soborô" depois de um dia inteiro com enxaqueca, segundo dia de fluxo menstrual, aquela afta infernizando no canto da língua, depois que saber que o governador está desfrutando férias na Itália enquanto o Estado desmorona com tanta roubalheira dele... e seu filho, que está na sala jogando videogame, totalmente imerso no mundo de star wars, sente o cheiro da comida, pára tudo e diz bem alto: "hummmm... que cheiro é esse, mãe?". 
E quando vc entrega o prato pra ele, e pergunta, sem muitas esperanças "você quer salada?", ele responde: "sim, quero!". 
Já valeu pelo dia todo!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Cinema no feriado com a família

 
 

Assistimos Bom de Bico (Free Birds) e foi bacana. São dois perus tentando evitar que a tradição de servir peru no dia de ação de graças tenha início, então eles voltam até a época dos pioneiros. A coisas funciona e a tradição passa do peru para pizza do chuck 'n' cheese. kkkk

Cineminha no sábado com a família

 
 

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Antes tarde do que nunca - registrando momentos

O aniversário do meu pai, este ano, foi assim, lá no Peixe Mania, do "seu Coelhinho" ( o restaurante infelizemente fechou meses depois):
  
  
 
 
 
 
 
 

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Leseira baré é hereditária!

Sabem quando eu conto aqui as besteiras que faço por conta da minha (falta de) memória e por fazer as coisas sem prestar atenção?
Pois é. Semana passada foi assim, uma sucessão de besteiras. Cheguei a chorar de raiva. Até esquecer de buscar meus filhos no Tutores eu consegui fazer!!!!
Daí que conversando com minha família domingo, enquanto almoçávamos juntos por contar do dia dos pais, fico sabendo que Dona Eunice, minha mãe, tinha batido o recorde de micos no dia anterior.
De manhã cedo ela se preparou para ir com minha tia na feirinha orgânica do meu bairro. A ideia era pegar carona na ida com meu pai e voltar andando depois. Só que ela não avisou o sr Queiroz. Resultado: ela abriu o portão da garagem, e ele foi se embora, sem as duas. Minha mãe ainda tentou correr atrás do carro, mas em vão. Por sorte minha irmã ainda estava em casa e deu a carona.
Mais tarde ela foi pagar umas contas na lotérica e nada do cartão passar. Uma, duas, quatro vezes e a máquina acusava "cartão não configurado". Até que finalmente ela se deu conta de que dera o cartão do plano de saúde e não o do banco pra moça da lotérica...
À tarde, um casal foi na casa dela e ela os recebeu na sala. Ela tinha estado descansando no quarto e trocou de roupa rapidamente. Conversa vai, conversa vem, ela vai na cozinha pegar um suco. É quando ela nota que a blusa está virada do lado avesso e a etiqueta enoooorme à mostra.
Não satisfeita, à noite, na hora de tirar o lixo da cozinha e levar pra rua, o saco rasga e cai tudo no chão. Ela pega um pano, junta o "grosso" e depois vai limpar mesmo. Pega um recipiente e joga o líquido. Ela acha estranho que o desinfetante seja tão grosso e verifica: era amaciante, dos importados que ela compra na Venezuela, produto americano.
Agora me digam se não tenho a quem puxar?

quarta-feira, 24 de julho de 2013

A Esperança de uma Mãe